Visualizations since May 2010

sábado, 17 de janeiro de 2009

A Phd on the Road (Mozambique)

Somewhere in Mozambique (Gorongosa - Krueger)

When we were born, we were born wild, and from the very first moment we just start loosing our wilderness, gettin more and more civilized as the time goes by, loosing our most basic instints and get stucked in heavy chains that throw you away from what you really are.

I´m lucky man, thus, because for a while i manage to travel back to my deepest instincts, my oldest memories, my wildest emotions. So i just wake up very early in the morning, even before most part of the local human beings, pick up my Canon and went out for a couple of weeks chasing my genuine world of fantasy, with the ears full of Nasce Selvagem (Resistência) and Homeless (Lady Smith Black Manbazo) melted with the morning laughs of those who only have to survive.

This is my local gift for you. Prepare a good and juicy breakfast, seat in front of your laptop and let the movie and musica go. You´ll see how perfect your day is gonna be. I love you all.

(NT: This adventure started November 15th. If you want to watch it from the beginning just go to the referred day and come up until the top)




Quando alguém nasce, nasce selvagem, como diz a canção. E desde o primeiro momento vamos perdendo essa vantagem, ganhando grilhetas que nos tolhem os movimentos, que nos fazem perder os instntos e nos afastam daquilo que genuinamente somos.

Sou um tipo feliz, porque arranjei maneira de viajar de volta para os meus instintos mais básicos, para as memórias mais antigas e para as emoções mais selvagens. Levantei-me cedo, muito cedo, mesmo ainda antes da maior parte dos seres vivos que habitam o local, agarrei firmemente a minha inseparável Canon e saí para um par de semanas viajando através desta genuina fantasia. Nasce Selvagem (Resistência) e Homeless (Lady Smith Black Manbazo) sussurram aos meus ouvidos a sua melodia mesclada com os risos matinais de quem tem apenas de sobreviver.

Esta é uma prenda para todos, saída do "artesanato" local. Preparem um bom sumarento pequeno almoço, sentem-se em frente do PC e deixem o filme e a musica começar a "rolar". Vão ver quão perfeito pode ser o vosso dia. Beijos, abraços e muitos adoros.

(NT: Esta história teve inicio no dia 15 de Novembro. Se quiser ver desde o inicio, comece nesse dia e venha por aí acima até ao topo.)

6 comentários:

Patricia disse...

Que companheiros de viagem tão fotogénicos eheh Vim deixar um beijinho pois estou sempre a seguir esta viagem :)

Nuno disse...

ainda falta o texto

Inácio Fernandes disse...

Gostei. Mas é que gostei mesmo!...
Perfeita a analogia : texto, som e imagem.
Continua, para que possamos acompanhar-te nessa tua viagem e conhecermos alguma coisa desse imenso continente.
Abraços.

Nuno disse...

Obrigado pelo comentário. Eu por mim vou dando noticias, com coisas que alegrem a alma. Abraços

FilsterM disse...

Greetings from Goa Nuno. Como vai tudo? Super relaxed in the Hippie capital of the world. I am slowly starting to understand what it means to be a hippie and what draws them to this very nice lifestyle. The architecture is beautiful with portuguese colonialism very apprant throughout and the food, great. Nice work with the blog. Keep up the fine work.

Forte abraco. I have a blog to

www.roundtheworldin80plusdays.blogspot.com

Nuno disse...

Hello old (new) Friend. I was wondering where you could be, by now. Goa is just a destination for me, i almost gone there twice and at the last minute something came up and i couldn´t. But i reaaly want to.

And what about this fantastic life you are living.
Let the good time roll or Hit the road jack are musics that should go along with you. Big hug, big smile and big friendship