Visualizations since May 2010

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Fantástico

Meus amigos

Aí esteve uma inauguração de arromba. Fantástico.
O movimento e um frenesim que nos transportaram a todos para uma excelente viagem. Agradeço a presença de todos esperando sinceramente que tenham dado o tempo por bem gasto.

Um abraço a todos os meus parceiros desta viagem, a saber:
à joão bustorff (Maria Brito) pela sua genica, pela crença em tudo isto e pelos seus magnificos textos
ao meu amigo duarte, pelo magnifico diaporama do porto (retalhos da minha cidade), e pela oportunidade de um trajecto comum
ao bernardo pela sua vontade constante em participar, pelo arranjo dos sapatos e pelas suas construções
à teresa guerra, pelo olhar bonito de Marrocos e do seu sahara
ao carlos lourenço, pelo excelente enquadramento das suas peças, e pela cuidadosa montagem da exposição
ao octávio pelo seu envolvimento e pelo seu dinamismo que transformou uma ideia numa magnifica realização
à francisca pelo olhar sonhador sobre a viagem e pelas saudades que tem de mim quando estou fora
à isabel tomás pela presença da india e do tibete (pinturas)
Ao Silvio Queirós e ao Drejo pelas suas "reliquias" de viajem (bicla e vespa)
Finalmente, um agradecimento especial aos meus amigos "dançantes" sob a batuta do Angel Oramas e da Cláudia Gomes, que emprestaram um belo movimento à exposição e à arte de viajar.

Por fim, aqui fica um magnifico texto da maria brito, para a imortalidade desta exposição...

Schiiiiiiiu!

Se me levares a ver o mar, eu rendo-me.
Se na suave brisa do vento sentir uma festa tua, eu rendo-me.
Se te sentares ao meu lado ao pôr-do-sol e nada disseres, eu rendo-me.
Se poisares a tua mão firme levemente sobre a minha, eu rendo-me.
Se o teu silêncio me sussurrar ao ouvido uma frase inesperada, eu rendo-me.
Se me sorrires um sorriso tranquilo, eu rendo-me.
Se me olhares com serenidade, eu rendo-me.
Se nada pedires, se não insistires, eu rendo-me.
Se a imensidão do teu abraço me libertar, eu solto-me.
Se fizeres tudo isso ao mesmo tempo, eu fujo.
Se te precipitares, eu ataco.
Se me agredires, eu sucumbo.
Porque,
Se me perco, encontro-me,
Se me encontro, perco-me…
E, aí,
Então,
Sem mais defesas,
Sobre o peso do teu corpo, mergulho,
Sob a leveza do teu ser, afundo-me.
Por isso, schiiiiiiiu!

2 comentários:

MauFeitio disse...

Fixe!!! Fico muito contente por ter corrido como querias!
Desculpa não ter ido mas ia de férias e a única coisa que queria era sair da cidade para fora a toda a velocidade....
até quando vai lá estar????
beijos

SC

Nuno disse...

olá mau feitio

vai lá estar até 28 de Setembro, todos os dias das 10 às 18 excepto à segunda feira.

Entretanto no fim de semana vai sair uma reportagem na RTPN. Quando souber horas eu ponho aqui no blog.

Passa a palavra

Beijos